Tênis para competição: tire suas dúvidas sobre o assunto!

12 minutos para ler

O tênis é um esporte que está crescendo muito no Brasil. Considerado por vários anos como sendo somente para a elite, a modalidade tem se popularizado e atraído cada vez praticantes. Como muitas crianças e jovens estão optando pelo esporte, as famílias têm procurado se informar sobre como deve ser a preparação para que um atleta ingresse no universo do tênis para competição.

Para ajudar nessa missão, criamos este post. Nele, abordaremos diversos assuntos relevantes para aqueles que estão buscando uma formação séria no tênis. Quer saber tudo sobre o tênis para competição e o esporte na vida dos jovens? Então continue a leitura!

Quando ingressar na carreira?

A primeira grande dúvida dos tenistas e seus responsáveis é a respeito da idade ideal para iniciar nos esportes e na carreira. A prática esportiva é muito recomendada na infância, já que a criança que pratica alguma modalidade apresenta um melhor desenvolvimento social, psicológico e físico.

Sendo assim, podemos dividir as faixas etárias em dois enfoques: a formação esportiva geral e a especializada. A partir disso, veja a seguir como o tênis deve ser tratado em cada idade.

Formação esportiva geral e não especializada

Até os 12 anos de idade, a criança ainda está desenvolvendo diversas habilidades motoras básicas, como saltar, arremessar, chutar, quicar, lançar e assim por diante. Por isso, embora seja recomendado que a prática do tênis se inicie a partir dos 4 anos, até os 12 anos a criança ainda pode experimentar todos os esportes e atividades que tiver vontade.

Isso fará com que ela aumente o seu repertório motor, o que é muito importante para conquistar bons resultados em torneios e uma boa colocação no ranking de sua federação. Afinal, estar entre os primeiras-classe pode oportunizar uma bolsa de estudos e, quanto antes a criança começar a jogar tênis, mais facilidade de aprender ela terá.

A seguir, apresentamos o que é mais adequado para cada idade.

Até os 7 anos

Nesse período, a criança deve experimentar o tênis de forma especialmente lúdica. As atividades precisam, de alguma forma, envolver o universo infantil, para que os pequenos aprendam a gostar do tênis.

Além disso, o material deve ser adaptado para tornar o jogo possível. Isso significa que o espaço pode ser reduzido, as redes podem ser menores e mais baixas, as raquetes devem ser compatíveis com o tamanho e a força da criança, as bolas podem ser maiores e de borracha, ou mais lentas.

Entre 8 e 11 anos

Nessa idade, as crianças que iniciaram cedo no tênis, ou aquelas que estiverem preparadas, já têm condições de participar em torneios fora, talvez até o Brasileiro. Um detalhe importante é que nessa faixa etária a derrota não pode ser punida.

Entretanto, a vitória deve ser ressaltada, de forma que jogar para ganhar seja sempre incentivado e buscado pelos atletas, independente da idade.

Formação esportiva especializada

A partir dos 12 anos, depois de ter experimentado diferentes modalidades e ter desenvolvido um vasto repertório motor, a criança pode escolher o seu esporte favorito para seguir somente com ele, deixando as outras modalidades de lado.

Entre 12 e 14 anos

Entre 12 e 14 anos, há uma natural redução da participação em outros esportes, mas o tenista ainda não pode ser tratado como um profissional. Nessa fase, começa um investimento maior em desempenho.

Entre 15 e 18 anos

A partir dos 15 anos, o jovem deve focar em um só esporte, visto que esses são os chamados anos de investimento. Neles, os atletas devem ser preparados para a profissionalização, que muitas vezes acontece antes mesmo dos 18 anos.

É importante ressaltar que a idade cronológica nem sempre condiz com o desenvolvimento cognitivo, físico e motor dos jovens. Por isso, as idades recomendadas nem sempre devem ser seguidas. Temos que estar sempre atentos às individualidades de cada um.

Qual é a relação entre estudo e esporte?

O estudo e esporte são aliados. A relação entre os dois é de reciprocidade. O atleta precisa estudar, ser bem informado, aprender outros idiomas, entre outras atividades intelectuais.

É comum as pessoas acreditarem que o esporte prejudica os estudos. É verdade que um atleta que precisa reservar algumas horas da semana para a prática esportiva com certeza terá menos tempo disponível para estudar, mas isso não quer dizer que não seja o suficiente.

Além disso, o esporte pode ser muito positivo para os estudos. Existem diversas escolas que oferecem bolsa para alunos atletas. Inclusive, nos Estados Unidos, é comum que universidades disponibilizem bolsas de estudos esportivas para alunos que as representem em diferentes esportes.

De que maneiras os jovens se beneficiam com a prática do tênis?

O tênis, assim como acontece com qualquer esporte na vida dos jovens, oferece muitas vantagens que estão principalmente ligadas ao seu desenvolvimento integral, ou seja, do ser humano como um todo.

Ao contrário do que muitos pensam, o esporte não melhora apenas os aspectos físicos, como o condicionamento, a velocidade e a força. Existem muitas outras questões que são trabalhadas. Confira alguns dos principais benefícios do tênis para os jovens.

Melhora a saúde

Podemos dizer que o principal benefício da prática do tênis nas primeiras décadas de vida está relacionado à saúde. Crianças que se exercitam têm uma menor probabilidade de desenvolver doenças crônicas como hipertensão, diabetes e obesidade.

Desenvolve o equilíbrio emocional

O tenista tem que aprender a lidar desde cedo com diversas questões ligadas ao seu emocional: alegrias, tristezas, medos, dúvidas e frustrações. Esses sentimentos surgem de forma intensa durante os treinamentos e, principalmente, nas competições. Treinar isso ajuda no desenvolvimento do equilíbrio mental, na concentração e no controle das emoções.

Proporciona um bom desenvolvimento das habilidades motoras

O tênis é um esporte muito completo. Devido às suas características variadas, os atletas da modalidade desenvolvem questões importantes como: a noção de espaço, coordenação motora, a lateralidade e o equilíbrio. Além disso, eles pensam taticamente a todo o momento, o que ajuda a trabalhar a velocidade de reação e a inteligência.

Trabalha questões ligadas ao respeito e a disciplina

O tenista precisa aprender a respeitar o adversário. É comum que, em partidas de tênis entre amigos ou até mesmo em torneios pequenos dentro de um mesmo clube, cada atleta marque a pontuação durante o jogo.

Esse costume faz com que os jovens aprendam, desde cedo, a serem honestos e a respeitar os seus adversários. Além disso, o tenista também aprende a ser uma pessoa bem disciplinada. Visto que o esporte é praticado individualmente, ou no máximo em duplas, é preciso estar bem em quadra e entrar focado para ter uma boa performance.

Possibilita o cultivo de boas amizades

Em um mundo em que a vida social dos jovens está ligada a tecnologias e redes sociais, ter um círculo de amizades não virtuais é muito importante. Normalmente, crianças e adolescentes não praticam tênis sozinhas. Elas formam equipes dentro de suas categorias.

Esse convívio diário ou semanal nos treinos faz com que nasçam muitas amizades verdadeiras que, muitas vezes, são cultivadas por muitos anos ou por toda a vida.

Como os pais podem ajudar?

Algumas academias costumam cobrar menos nos treinamentos de iniciação, justamente para atrair futuros atletas, mas, apesar disso, a modalidade exige um investimento considerável. Afinal, proporcionar um ambiente seguro e de qualidade para que o jovem treine e se desenvolva é muito importante.

Além do apoio financeiro, os pais também podem oferecer suporte emocional. Para tanto, é indispensável conversar com os filhos para que eles entendam que os familiares são aliados e estão sempre dispostos a ajudar.

Um atleta de competição deve aprender a lidar com a pressão, as derrotas e as vitórias. Com o apoio da família fica muito mais fácil para que eles aprendam a controlar a ansiedade. É importante lembrar que, ao assistir um jogo, os pais precisam apoiar sempre, mesmo que os resultados não sejam os esperados.

Além disso, os familiares devem cuidar para não demonstrar nervosismo, nem passar instruções em excesso, visto que esse papel deve ser desempenhado pelo técnico.

O comportamento exemplar dos pais também serve de espelho para as ações dos jovens. Por isso, ao assistir seu filho, evite brigar ou questionar o juiz. Mantenha uma postura correta, respeite o adversário e incentive positivamente a criança. Lembre-se que cobrar o atleta de forma excessiva pode fazer com que ele fique retraído, diminuindo o seu desempenho em quadra.

Quais são os principais torneios?

Se você quer ajudar seu filho a desenvolver uma carreira profissional no tênis, é preciso conhecer os principais torneios, certo? Por isso, apresentaremos algumas das principais competições no Brasil e no mundo.

Brasileirão Tennis Kids

Pensado para promover a iniciação no tênis, o Brasileirão infantil é disputado nas categorias 8, 9, 10 e 11 anos. O objetivo do torneio é incentivar o amor pelo tênis, o aprendizado e a formação dos atletas como um todo.

Banana Bowl

Considerado um dos maiores torneios de tênis juvenil da América Latina, o Banana Bowl é disputado todos os anos no Brasil nas categorias a partir de 12 anos e Tennis Kids.

Campeonato Internacional Juvenil de Tênis de Porto Alegre

A antiga Copa Gerdau de tênis é um dos torneios juvenis mais importantes do Brasil e está entre os nove maiores do planeta. O evento recebe tenistas de diferentes lugares do mundo — em 2018, eles vieram de 59 países —, e conta com categorias desde o Tennis Kids até 18 anos.

Torneios de tênis profissionais

Depois dos eventos juvenis, os atletas começam a disputar torneios na seguinte ordem de importância:

  • Future — primeiros torneios para se tornar profissional. A partir da primeira vitória começa a contar pontos na ATP (Associação dos Tenistas Profissionais);
  • Challengers — é o segundo passo. Para jogar, é preciso já ter somado pontos na ATP;
  • ATPs — são as etapas que dividem os amadores dos profissionais. Existem em três níveis: ATP 250, 500 e 1000;
  • Masters 1000 — são nove etapas que somam até 1000 pontos no ranking;
  • Grand Slams — quatro etapas mundiais em que jogam os melhores tenistas do mundo.

Como lidar com a pressão e a superação dos desafios?

O tênis é um esporte que exige muito dos seus praticantes. Além do desempenho físico, é necessário ter um bom desenvolvimento mental para se sair bem em uma partida e, inclusive, nos treinamentos.

Uma das preocupações dos pais, ou outros responsáveis por atletas tenistas, é justamente como os jovens lidarão com a pressão e como conseguirão superar os desafios.

Cada ser humano reage de forma diferente em situações semelhantes. Alguns têm mais facilidade para lidar com a pressão, outros precisam de um pouco mais de apoio. E é justamente por meio dessa rede de segurança que eles terão condições de enfrentar e passar por esses momentos.

Essa rede de apoio é formada pelos parentes próximos, pelo treinador, pelos colegas de equipe e todas as pessoas do círculo social do tenista que tenham alguma influência em sua vida. Por isso, é muito importante que o treinador e os responsáveis proporcionem um ambiente em que o atleta se sinta seguro.

O que se espera de quem quer se profissionalizar no tênis?

Muitos jovens que começam a jogar tênis cedo sonham em se profissionalizar no esporte e ter sucesso como atletas. Como vimos, o caminho até a elite é árduo e, dessa forma, a primeira atitude esperada por aqueles que sonham em jogar tênis profissionalmente é ter muita vontade, dedicação e amor pelo esporte.

Por algum tempo, somente ser habilidoso bastava para deslanchar na carreira esportiva. Entretanto, atualmente, é preciso muito mais do que isso. Confira algumas ações especiais.

Planejamento

O planejamento é muito importante para quem quer se profissionalizar. Afinal, existem muitos torneios de tênis, em diferentes épocas e locais. É necessário estar atento a isso para pensar nas melhores estratégias de treinamento tanto físico quanto tático e técnico.

Foco nos objetivos

Depois de planejar e estabelecer objetivos, os jovens tenistas precisam ter muito foco para conseguir conquistá-los. Dormir cedo, ter uma alimentação regrada e abrir mão de alguns momentos de lazer são atitudes que fazem parte da vida dos atletas sérios.

Materiais de tênis adequados

O atleta também deve saber como escolher a raquete de tênis, bem como a corda e outros materiais esportivos mais adequados para o seu estilo de jogo. Isso é importante, já que o modelo da raquete, a corda, o cabo e os tênis são elementos que podem influenciar na performance.

Centro de treinamento sério

Escolher um centro de treinamento sério e com bons profissionais também ajuda na carreira dos tenistas. Visto que existem muitos clubes com professores sem experiência suficiente, é preciso estar atento a isso.

E então, gostou do post? Agora que você já tem muitas informações sobre o que é necessário para que um jovem ingresse no tênis para competição, que tal encontrar um bom lugar para treinamento?

Nós, da Juninho Tennis, trabalhamos sério com o tênis para competição, desde a iniciação, passando pelo pré-treinamento, até chegar ao estágio competitivo. Quer conhecer melhor o nosso clube? Então entre em contato agora mesmo!

Powered by Rock Convert
Posts relacionados

Deixe um comentário